A-Vaca-Purpura-Seth-Godin

#CreativeBook é um novo projecto do blog Creative Focus, onde partilho livros sobre produtividade e carreira, com o objectivo de apresentar dicas e reflexões para desenvolvimento pessoal e profissional.

O que precisa fazer para destacar-se e alcançar o sucesso? Neste artigo, vou partilhar algumas lições importantes do livro a Vaca Púrpura, de Seth Godin (autor de livros sobre negócios e marketing).

Quando era pequena, gostava muito de ir no banco de trás do carro, a relatar aos meus pais o que ia vendo pela janela. Ainda agora, sempre que vamos passear, comento com eles as coisas que, na minha perspectiva se destacam na rua.

“Já viram como aquela casa é bonita?” – Digo-lhes eu, maravilhada com algum aspecto diferente, que faz com que aquela casa se destaque de todas as outras pelas quais passamos. Às vezes, noto coisas muito simples como a cor dos portões, as flores com cores diferentes que cobrem a entrada, o design, a arquitectura da casa, etc.

Carro-Paisagem

Gosto de ver coisas diferentes, que me chamem a atenção e acredito que não sou a única. Seth Godin também acredita que para uma marca ou pessoa se destacar, ela precisa ser uma Vaca Púrpura.

O que é uma Vaca Púrpura?

A essência de uma Vaca Púrpura, é ser notável. Seth Godin, começa o seu livro com uma introdução do panorama actual, sobre a transformação do marketing tradicional, para aquilo que ele é, ou deverá ser no futuro.

Resumindo, o autor descreve que antigamente, com a escassez de opções e o excesso de tempo disponível dos consumidores, as empresas não se preocupavam em criar algo notável.

Existiam também menos produtos e por isso, bastava investir em anúncios para as grandes massas, através do meio de comunicação mais utilizado na altura, a televisão.

Seth Godin refere-se ao complexo televisivo-industrial – relação simbiótica entre a procura do consumidor, a publicidade televisiva e as empresas cada vez maiores que se concentravam em investimentos e despesas de marketing cada vez mais elevados.

Complexo-Televisivo-Industrial

A morte do complexo televisivo-industrial

Nos últimos 20 anos, uma revolução silenciosa tem modificado a forma como as pessoas pensam sobre marketing. Todos os dias, as empresas gastam milhões para recriar os dias gloriosos do complexo televisivo-industrial. E todos os dias, fracassam.

O mundo mudou. Há muito mais opções, mas cada vez menos tempo para as distinguir. Actualmente, existem tantas alternativas que os meios de comunicação tradicionais já não chegam com tanta facilidade às pessoas.

Sob essa visão, Godin alega no livro, que as empresas não devem perder os seus escassos recursos com publicidade de massa, pelo contrário, devem tentar antes de qualquer outra coisa, inventar ou fazer um produto notável e depois divulgá-lo junto dos “espirradores” pessoas que correm riscos e disseminam ideias, dispostos a escutar o que tem para dizer.

As ideias que são disseminadas vencem

Para Seth Godin, uma marca (ou um novo produto) não passa de uma ideia. Para ele, actualmente é inútil anunciar para qualquer tipo de consumidor.

O verdadeiro ganho ocorre quando a pessoa que está a escutar, é um agente contaminador, um “espirrador” de ideias, propenso a falar sobre o produto ou marca, com amigos e colegas.

O Marketing passa-a-palavra, continua a ser uma ferramenta de marketing poderosa, principalmente utilizado por influenciadores.

Como se cria uma ideia disseminada?

Godin refere no livro que não devemos tentar fabricar um produto para toda a gente, porque ele será um produto para ninguém. Os produtos para toda a gente, já foram produzidos.

A forma de chegar à maioria consiste em seleccionar como alvo um nicho, em vez de um enorme mercado.

Destaque-se e seja uma Vaca Púrpura

Se ser uma Vaca Púrpura é tão fácil e eficaz de se destacar, porque é que as pessoas não adoptam todas este método?

Godin explica no livro, que a vaca é rara porque as pessoas têm medo, principalmente das críticas que vão receber dos outros.

Seth-Godin-Frase

Desde pequenos, que somos moldados pela sociedade, a fazer tudo pelo seguro, de acordo com as regras impostas. Em alguns casos até pode resultar, mas num mercado cada vez mais saturado, a melhor maneira de evitar o fracasso actualmente, é ser notável e diferenciar-se.

Destacar-se com produtos que sejam muito baratos, muito caros, muito pesados, muito simples, muito complicados, muito alguma coisa. É trabalhar sobre uma determinada característica muito específica do produto, da marca, do serviço, etc.

Conclusão

O livro A Vaca Púrpura, de Seth Godin, faz-nos pensar e reflectir sobre vários aspectos importantes que estão a acontecer na nossa sociedade. Resumindo, apresento algumas das lições de negócios, marketing e desenvolvimento pessoal, mencionadas no livro:

  1. Não seja desinteressante
  2. O que é seguro, é arriscado
  3. Quem manda agora é o Design
  4. Muito bom, é mau

Nas últimas páginas do livro, Seth Godin escreve:

Pergunte: Porque não? Não existe uma boa razão para não fazer quase tudo o que não faz. Quase tudo o que não faz resulta de medo, inércia ou uma falta crónica de alguém que pergunte: - Porque não?

– Seth Godin

E é com esta mesma questão que finalizo esta revisão do livro. Porque não?

Queria aproveitar para agradecer ao Miguel Soares, por me ter dado a conhecer este livro. Recomendo a leitura, é sem dúvida um livro que nos faz reflectir sobre desenvolvimento pessoal, negócios, empreendedorismo e marketing.

Gosta deste tipo de artigos? Qual foi o último livro que leu? Partilhe comigo.

♥ Adriana

Partilhar: